A construção do solar da Quinta do Bovieiro remonta ao século XVII

Descrição
A construção do solar da Quinta do Bovieiro remonta ao século XVII, então apelidada de Quinta do Vimieiro, sendo hoje o resultado de vários séculos de adaptações e acrescentos realizados ao gosto de cada época. Ajustada à topografia do esporão em que se implanta, voltado ao rio Tâmega, a propriedade de cariz agrícola é murada e acede-se ao interior por um portal com merlões.

O conjunto arquitetónico é constituído pela habitação, capela e anexos agrícolas. O interior da casa seiscentista é estruturado por um corredor central que se desenvolve entre a sala e a cozinha. A sala principal, espaço nobre da residência, apresenta o teto de masseira pintado com fauna e flora exóticos e cenas cinegéticas de gosto rocaille e temática colonial, rematado ao centro pelo brasão datado dos finais da primeira metade do século XVIII, quando os Monteiro de Vasconcelos Mourão se ligam aos Guedes de Carvalho, da Quinta da Aveleda, por laços de casamento.

Nos finais do século XVIII, inícios do século XIX, o tenente-coronel José Monteiro Guedes de Vasconcelos Mourão dá início à ampliação da casa para Poente, a que atribuiu uma fachada simétrica clássica, embora apenas tenha concluído a ala Norte e Central, ficando a ala Sul inacabada. O frontão exibe o brasão dos Monteiro Mourão Guedes Vasconcelos voltado para um jardim de transição entre o gosto neoclássico francês e o gosto inglês romântico.

Os varões da família proprietária, com raízes antigas em Abragão, receberam o título de Visconde do Bovieiro, por alvará de 7 de Maio de 1874, e de Conde, por Decreto de 30 de Junho de 1890.

Localização
Freguesia: Abragão
Lugar: Bovieiro

Classificação
Em Vias de Classificação (Anúncio n.º 198, de  02 de setembro de 2020)

Época
Moderna/Contemporânea

Bibliografia Relacionada
MIRANDA, A. (1929) – A freguesia de Abragão. Penha-Fidelis, 1.º ano, n.º 12. Penafiel: Biblioteca Municipal de Penafiel, p. 297;
PINTO, Luiz Bernardo Carneiro (2015) – Descendências e Origens II. Lisboa: 377-380;
REIS, José Manuel (1994) – A Casa do Bovieiro; subsídios para a monografia de uma casa senhorial no espaço rural, In Museu, IV Série, n.º 2. Porto: Fundação Eng. António de Almeida;
SOEIRO, Teresa (1993) – O Progresso também chegou a Penafiel. Resistência e mudança na cultura material. Dissertação de Doutoramento. Porto: FLUP, edição policopiada.