Existem nas instalações do CROCVM, inúmeros cães e cachorros à espera de um lar onde possam ser felizes e fazerem uma família feliz.

A adoção não deve ser feita por impulso, deve ser um ato refletido e acordado em família. Quando todos concordarem na adoção venha visitar-nos e descubra o companheiro canídeo ideal para si.

Para realizar a Adoção de um Animal de companhia, deve:

  • Ter mais de 18 anos de idade;
  • Ter condições de alojamento e manutenção para o animal;
  • Apresentar o cartão de cidadão;
  • Preencher o termo de responsabilidade para adoção de animais de companhia (tendo o mesmo que ser assinado pelo novo detentor do animal).

No caso do canídeo não se encontrar vacinado contra a raiva e tiver a idade superior a 3 meses, é obrigatória a vacina anti-rábica.

 Ficha de Adoção do Animal

Se necessário, instale o Adobe Acrobat Reader.

Dicas Para Facilitar a Integração do Animal Adotado no Seu Novo Lar:
Quando um animal é adotado num canil municipal, pode demonstrar alguns comportamentos menos adequados, induzidos pelo stress e relacionados com o abandono ou mudança de ambiente. Cabe aos adotantes gerir esssa situação, agindo com normalidade e tendo sempre uma atitude positiva, de forma a que a integração do animal no seu novo lar seja calma e que este possa confiar nos seus novos donos.

Ao entrar pela primeira vez no novo lar, o animal deve fazer um passeio relaxado, investigando todo o espaço. Nos primeiros dias, de forma a que o animal se sinta confortável, não o deveremos castigar por algo que tenha feito de errado. Os adotantes devem minimizar ao máximo todas as situações que possam levar o animal a cometer pequenos erros, como urinar ou defecar fora do local apropriado, devendo estas, caso aconteçam, ser resolvidas de forma bastante pacífica evitando grandes excitações ou discussões na presença do animal, não aumentando os seus níveis de stress ou medo. É normal que haja um período de adaptação para o animal estabelecer os seus hábitos e costumes. Assim sendo, no acolhimento de um animal de estimação, devemos agir com normalidade, para que ele adote um comportamento calmo e relaxado.

Os canídeos devem ser passeados, 3 vezes por dia, durante cerca de 20 minutos e idealmente um deles deveria ser feito num espaço mais resguardado, que permitisse que o cão circulasse sem trela.

Em suma, a chave de uma adaptação de sucesso do cão ao seu novo lar, passa por ter bastante paciência e ter em conta que a educação é um processo lento e gradual.