Bem-vindo aPenafiel

Notícias

18/abr
Obras de Requalificação do Mosteiro de Paço de Sousa Já Começaram

Obras de Requalificação do Mosteiro de Paço de Sousa Já Começaram


Intervenção a efetuar inclui escavações arqueológicas e trabalhos de conservação e restauro








Presidente da Câmara Municipal aproveitou a presença do representante da Direção Regional da Cultura do Norte para sensibilizá-lo para a urgência da requalificação do Mosteiro de Bustelo

         


A Câmara Municipal de Penafiel, a Rota do Românico, a Direção Regional da Cultura do Norte e o Pároco de Salvador de Paço de Sousa, assinalaram hoje, Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, o início da execução dos trabalhos respeitantes à empreitada de conservação, salvaguarda e valorização do Mosteiro de Paço de Sousa, antigo mosteiro beneditino.

Para Antonino de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, “O dia de hoje é um marco muito importante para a história de Paço de Sousa e de Penafiel. As obras de requalificação do monumento mais emblemática da Rota do Românico, o Mosteiro de Paço de Sousa, acabam de iniciar. O Mosteiro de Paço de Sousa é um monumento com muita história que, com as obras de profunda intervenção e requalificação, vai recuperar e fazer sobressair as características da arquitetura românica. É aqui, em Paço de Sousa/Penafiel, que se expressa e deriva todo o românico entre Douro e Minho. É aqui a casa de D. Egas Moniz a quem foi confiada a educação do rei D. Afonso Henriques. Esta é uma obra fundamental para a nossa história e para o românico português.”

         

O Mosteiro do Salvador é uma das maiores referências da arquitetura românica nacional, e um dos 58 monumentos que integra, atualmente, o projeto turístico-cultural da Rota do Românico. Este monumento vai ser alvo de uma profunda requalificação, com um conjunto de obras, escavações arqueológicas e trabalhos de conservação e restauro, durante os próximos nove meses.  Os trabalhos vão incluir a recuperação das coberturas, a drenagem e desaterro da envolvente, a limpeza e tratamento das paredes, a conservação dos tetos, a instalação elétrica e a requalificação do claustro.

         

Todas as intervenções referidas serão cofinanciadas em 85% pelo Programa Operacional Regional do Norte 2014/2020 (Norte 2020), através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, e em 15% pelo Município de Penafiel, no âmbito da operação "Rota do Românico: Património, Cultura e Turismo".

No interior da igreja encontra-se uma das mais belas peças da escultura românica nacional: a arca tumular de Egas Moniz de Ribadouro, o lendário aio de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal.

         

O Presidente da Câmara Municipal de Penafiel aproveitou ainda a presença do representante da Direção Regional da Cultura do Norte, Arq. Gabriel da Costa Brandão de Andrade e Silva, para sensibilizá-lo para a urgência da requalificação do Mosteiro de Bustelo.

No caso do Mosteiro de Bustelo, relembramos que no âmbito do Mapeamento do Património Cultural levado a efeito pela Direção Regional de Cultura do Norte para o PO NORTE 2020 – Património Cultural, foi enviado à CIM do Tâmega e Sousa, em Maio de 2015, um documento com as infraestruturas passíveis de serem objeto de candidatura a financiamento enquadrável na Operação “6.3- Requalificação, valorização, mediação e promoção do património cultural classificado”, tendo sido a recuperação do Mosteiro de Bustelo definida como prioritária.
 


< | Voltar