Bem-vindo aPenafiel

Destaques

Presidente da República Sensível à Questão do IC-35


Presidente da Câmara Municipal esteve com o Presidente da República e entregou a missiva respeitante a esta via







 


Em 2001, a queda da ponte levou os partidos políticos a aprovarem no parlamento, por unanimidade, a urgência na construção do IC-35. Sem resultados até hoje.
 

O Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino Sousa, esteve hoje com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e entregou a missiva sobre o IC-35, apelando para que use o seu magistério de influência para sensibilizar o governo de Portugal para a necessidade de avançar com a obra, uma alternativa à estrada nacional EN 106, que faria a ligação de Penafiel a Entre-os-Rios. Este momento decorreu antes das cerimónias dos 16 anos da queda da ponte Hintze Ribeiro, em Castelo de Paiva.

Antonino de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Penafiel enalteceu que "o Presidente da República foi extremamente atencioso e manifestou sensibilidade para esta questão. Estou certo que irá exercer o seu magistério de influência junto do Governo."

            

A 4 de março de 2001 caiu a Ponte Hintze Ribeiro, que vitimou 59 pessoas da região. Uma tragédia humana de grandes dimensões que colocou a descoberto uma região com fortes necessidades de infraestruturas e de vias mais seguras.
 
Ainda em 2001, todos os grupos parlamentares aprovaram por unanimidade uma resolução que previa um conjunto de investimentos para a região, destacando como “urgente” a construção do IC- 35, uma alternativa à estrada nacional EN 106, que faria a ligação de Penafiel a Entre-os-Rios.
 
A estrada nacional ao longo de apenas 13 km de extensão, até à Ponte de Entre-os-Rios, em Penafiel, que faz a ligação para o Marco de Canaveses, Cinfães e Castelo de Paiva é utilizada diariamente por mais de 16.000 veículos (mais de 27.000 pessoas), não oferecendo quaisquer condições de segurança para pessoas e automobilistas, registando-se um acidente em média de 3 em 3 dias, muitos deles com gravidade.
 
Só entre 2007 e 2010 um estudo apontava para um total de 573 acidentes e 235 vítimas (feridos e mortos) na EN- 106, que é considerada uma das mais perigosas e com maior tráfego do Distrito do Porto e da região do Tâmega e Sousa, com elevados níveis de sinistralidade.
 
O presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino de Sousa, está “revoltado” e “indignado” pelos avanços e recuos na construção do IC -35, por parte dos vários governos, e pediu ajuda ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para que olhe para este problema que “é politicamente consensual e do ponto de vista humano uma emergência.” “Não podem continuar a morrer pessoas na estrada que ligava à Ponte Hintze Ribeiro. Basta!”
 
Depois de em 2015, o anterior executivo ter oficializado o concurso para a construção do IC-35, o ano passado a obra voltou a ficar suspensa.
  
CRONOLOGIA DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO IC-35
 
1990 – Pela primeira vez começa-se a falar na necessidade de criar uma alternativa à EN 106;

2001 – A ponte de Entre-os-Rios caiu e, o então Primeiro-Ministro, António Guterres, promete construir o IC-35, obra que ficaria pronta em 2008.

Abril de 2001 – A Assembleia da República considerou o IC-35 como obra prioritária, através da resolução parlamentar (28/2001) aprovada por unanimidade pelos Partidos políticos com assento na Assembleia da República.

Setembro de 2009  – O Ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, e o secretário de Estado das Obras Publicas, Paulo Campos,  garantem que a obra do IC 35 será lançada a concurso até final desse ano.

Fevereiro de 2010 – Ministro das Obras Públicas, António Mendonça, anunciou a suspensão por tempo indeterminado do IC-35

Janeiro de 2011 – A Câmara Municipal de Penafiel lança petição para a construção do IC-35

Fevereiro de 2012 – O Secretário de Estado convoca reunião com as Estradas de Portugal e os Presidentes das Câmaras Municipais de Penafiel e Marco de Canaveses
Junho de 2012 – A Câmara Municipal de Penafiel entrega petição a exigir construção do IC 35 na Assembleia da Republica
 
Fevereiro de 2014 – CIM do Tâmega e Sousa pede reunião urgente a Primeiro-Ministro para exigir IC-35

Agosto de 2014 – O Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, assume publicamente que o troço Penafiel – Rans do IC-35 vai avançar em 2015

Dezembro de 2014 – É apresentado o Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas (PETIS3+), que prevê a construção do troço Penafiel – Rans do IC-35

Janeiro de 2015 – É aberto o concurso para a empreitada EN15 – Requalificação entre Paredes e a EN106

Setembro 2015 – Abertura do concurso para a construção do troço Penafiel – Rans (IC-35)

Julho 2016 – Governo suspende o avanço da obra do IC-35
 



Anterior